Normalmente as escolas passam o ano preparando recitais e projetos com as crianças e muitas delas, quando chega o momento, simplesmente travam. E agora? Bom, agora a próxima oportunidade de vencer esse obstáculo se dará em… Um ano! Caramba! Uma eternidade para os pequenos esperar 12 meses para a próxima oportunidade. O que deveria ser um momento de prazer e superação pode significar justamente o contrário. Mas também há o outro lado: aquela criança que se preparou, encarou o desafio e se apresentou! Foi o máximo vencer o medo, controlar a ansiedade e o nervosismo e receber os aplausos. E agora? Esperar outro ano para a próxima experiência. Além disso, está a questão das metas. Falar em um ano de preparação para crianças de oito  a onze anos é o mesmo que falar de aposentadoria para adolescentes de dezessete  anos. Tecnicamente o prazo tende ao infinito.

Pensando nisso nós desenvolvemos um calendário na escola com ao menos 10 apresentações ao longo do ano letivo. Primeiramente pensando em familiarizar a criança com alguns aspectos importantes para a vida adulta: autoconfiança, autocontrole, melhora da autoestima, além de desenvolver a consciência e a responsabilidade ao encarar projetos e metas (palpáveis e realistas).
Ao longo do ano cada aluno terá a oportunidade de se apresentar várias vezes, o que lhe estimula a aprender músicas novas, ensaiar em casa, desenvolver o prazer de se apresentar em público e familiarizar-se com as adversidades que possam surgir, improvisando, se necessário, uma notinha que não estava prevista ou um compasso a mais para encaixar o final.

[testimonial_view id=”1″]

E, é claro, existe o lado lúdico! Tocar com os amigos é muito divertido. Compartilhar esses momentos com a família é enriquecedor e, quando terminarmos, sempre nos resta o gostinho de quero mais. Ainda bem que o próximo show é no mês que vem! Qual música iremos aprender em seguida?

error